UX Designer: a profissão do futuro que já demanda profissionais hoje

Com o avanço tecnológico o UX Designer deixou de ser do futuro e tornou-se umas das profissões mais escassas de profissionais na atualidade


Série Profissões - Artigo 05

UX Designer esboçando um Protótipo

Como já foi mencionado no artigo 3 de nossa série, muitas profissões entraram na lista de extinção. Porém muitas outras surgiram e ainda vão aparecer na próxima década. A profissão de UX Designer ou User Experience Designer, é uma profissão já existente para produtos físicos, porém com o nome de Designer de Produto, que agora evoluiu para algo além do Designer de uma embalagem, produto ou até mesmo navegação digital em um site ou aplicativo.


A Era da Experiência que iniciou timidamente no final da década de 90, cresceu e ganhou seu espaço após o ano de 2011 em outros países. No Brasil, os primeiros registros intencionais sobre o assunto iniciaram em 2015. Com todo esse movimento, seria inevitável chegar aos resultados esperados sem destacar um profissional especializado em experiência do usuário. E foi isso que ocorreu. A profissão de UX Design chegou e esse será um caminho sem volta.


O que é um UX Designer?


Engana-se quem pensa que UX Designer tem relação direta com os Designers gráficos. Um profissonal de UX não necessariamente precisa ter conhecimento de programas de editoração gráfica. Porém se tiver, é muito útil para o conhecimento e se necessário até para o "mão na massa" em um projeto.

O UX Designer, nada mais é, do que o profissional que se coloca no lugar do usuário, que pode ser o cliente, um funcionário, um paciente ou qualquer outra pessoa que ocupe o lugar de um usuário de um produto físico ou digital. Diferente dos demais profissionais que focam muito nos interesses da empresa e de seus resultados, é possível afirmar que o UX é aquele que defende o que será melhor para o usuário (cliente) dentro da empresa que prestará serviço ou venderá um produto a este cliente.



Para que o UX possa ter a mentalidade de um cliente, ele não pode se basear em suposições. É importante ele mergulhar na realidade deste perfil de cliente, que geralmente é por meio de pesquisas. A pesquisa pode ser de diferentes formas, desde as convencionais por meio de um questionário de perguntas ou por meio de observação de comportamento.


Desta forma o UX representa a forma do cliente pensar, comprar, agir e até mesmo de clicar em um site; e assim ele ajuda o time de desenvolvimento da empresa a ter mais assertividade nas funções do seu produto, ou nos canais mais apropriados para o cliente realizar a ação tão esperada pela empresa.


O que faz um UX Designer?

Como citado, o UX após entender o comportamento do usuário, ele precisa transmitir essa informação para as pessoas que vão desenvolver um produto, serviço ou até mesmo avaliar um produto/serviço já existente.


Em geral, o UX compõe uma equipe profissional que tem suas habilidades diversificadas entre processos, T.I., entre outras atividades. E conforme o projeto vai evoluindo, o UX vai ponderando suas observações.


Um UX pode também, sozinho ser convidado a participar de uma análise de um projeto já existente ou novo, a fim de fazer todo o processo de Design Thinking até o MVP, que são etapas muito utilizadas em projetos de inovação.


Algumas atividades relacionadas à profissão:

· Dominar os métodos de pesquisas e testes de UX;

. Criar Personas, modelos de navegação, fluxos, jornadas de usuários, cenários, esboços conceituais, protótipos, mockups e wireframes;

· Realizar entrevistas e reuniões com usuários e clientes;

· Saber fazer leituras de dados de ferramentas de webAnalytics;

· Desenhar a arquitetura de informação/design de interação;

· Criar o design visual (layout e conceito criativo);

· Realizar testes de usabilidade e de validação do conceito.


Exemplo de prototipagem em papel

Que tipos de ferramentas são necessárias para o UX:

· Papel, caneta;

. Computador;

. Algum programa de prototipagem como: Figma, Marvel, Adobe UX, Axure, Invision, Sketch.


Qual a formação exigida para se tornar um UX?

Não existe ainda faculdade dedicada a esta profissão. O que se encontra no mercado são Pós-graduações e cursos livres que na maioria são online. Apesar de não ter a formação acadêmica específica, a maioria dos profissionais que hoje tem atuado, são publicitários, designers gráficos, designers de produtos que tem realizada uma expansão de suas carreiras.


É possível que estudantes ou pessoas com o ensino médio façam esses cursos livres na internet. Porém para sua atuação profissional, faz-se necessário ingressar em um curso de Designer ou Publicidade para abrir portas no mercado de trabalho.


O Curso é encontrado como UX Designer, User Experience Designer ou Desing de Interação. Qualquer um deles se tratam do mesmo conteúdo.


Alguns cursos livres de UX:

Algumas Pós-Graduações


Mercado de trabalho e salário

No mercado de trabalho é possível trabalhar de freelancer, ou seja, de forma independente atendendo trabalhos para empresas de forma independente. Outra forma é por CLT (Carteira Assinada) nos cargos de Analista de Usabilidade ou UX Designer, júnior, pleno ou sênior.


Os salários para profissionais remunerados em empresas como CLT variam de R$ 3.500,00 até R$12.000,00 dependendo da experiência acumulada do profissional.


Perfil do profissional de UX

O profissional de UX precisa ter além de conhecimento técnico, algumas habilidades naturais como:

  • Criatividade;

  • Boa comunicação;

  • Empatia;

  • Ser detalhista;

  • Ter iniciativa e;

  • Transparência.


Asped e Profissões

Se você é um profissional, pode também contribuir ensinando sua profissão por meio de cursos sociais, dando palestras ou qualquer outra iniciativa. Nesse momento a Asped está com costureiras voluntárias que irão ministrar Curso de Corte e Costura para pessoas interessadas na profissão. Se você quer abençoar esse projeto, estamos em busca de doações financeiras ou doação de máquinas de costura para iniciar este projeto.




Mídias: Pexels e Youtube


Contato Asped

Rua Calil Abrão, 121 - Luizote de Freitas

Uberlândia-MG - 38414-256

E-mail: contato@asped.org

Site: www.asped.org

Tel: +55 (34) 3217-9696

Whatsapp: +55 (34) 98805-2440

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo