Asped promoveu palestra sobre o dia da conscientização do autismo no mês de abril

Zeiza, parceira da Asped, foi uma das preletoras da palestra e contou sobre as principais características do TEA (Transtorno do Espectro Autista)


Participantes da palestra sobre a conscientização do autismo

No dia 2 de abril é comemorado o dia mundial da conscientização do autismo no mundo. O intuito desta data é difundir informações sobre as questões que abrangem o Espectro Autista para a promoção da inclusão social, além disso, é um movimento que visa alcançar famílias que precisam de apoio e de conhecimento sobre o TEA.


Foi pensando na importância dessa data que a Asped decidiu promover uma palestra, visando a conscientização da comunidade sobre as características como também sobre as principais questões que pessoas com o Transtorno do Espectro Autista e suas famílias enfrentam.


A palestra aconteceu no dia 30 de abril às 16h e contou com 2 preletores, Zeiza, professora, mãe de autista e fundadora da ONG pró-autismo Zeiza Dojo e Hélio Tomaz, advogado e professor. Houve a participação especial do estande da Tia Lu brinquedos pedagógicos, empresa que disponibilizou brinquedos educativos para venda ao final da palestra e que também produz os laços da conscientização do autismo, além de reverter o valor da venda dos mesmos para a ONG Zeiza Dojo.


Estande de brinquedos pedagógicos

Ao todo, 65 pessoas da comunidade se inscreveram e participaram desse momento, dentre elas haviam professores, pais, profissionais da área da saúde, assistentes sociais, advogados, voluntários e outros interessados.


Participantes da palestra
Professora Laura

"Olá a todos, meu nome é Laura Cristina, eu vim nessa palestra, que foi de grande importância para mim, porque eu trabalho com crianças, inclusive, eu eu sou profissional de apoio. Essa palestra abriu meus olhos ainda mais para trabalhar da forma certa com essas crianças, a forma certa de ajudar essas crianças e de também me colocar no lugar delas, assim como dos seus familiares. Devemos abrir o coração e dar o nosso melhor, né? Para ajudarmos na transformação de vidas. Então, eu agradeço muito por essa oportunidade, por essa palestra e que tenha muito mais." Comentou professora Laura.


Alguns pais de autistas participaram da palestra e comentaram que foi um momento muito construtivo pois ali descobriram novas informações sobre o TEA e isso possibilitará mudanças na vida familiar e melhores adaptações na rotina. Ana Flávia, mãe de autista, comentou "vou começar a pôr isso em prática em casa".


Ana Flávia e Farley

"Quando a Ana estava grávida, fizemos muitos planos, de levar nosso filho ao shopping, de brincarmos com ele, pularmos, tomarmos banho de piscina, mas quando Deus tem um plano na vida da gente, às vezes tudo muda. Em um dia da pandemia, fomos a um supermercado após a terapia do nosso filho, não queriam deixar a gente entrar por conta da nosso filho estar sem máscara, e eu sabia que por lei ele não precisava usar. Foi uma situação muito complicada. Eu fui discriminado no meu trabalho por conta da situação do meu filho e Deus abriu uma nova porta de trabalho para mim, um trabalho em que as pessoas me compreendem, me ajudam, mudaram até meu horário para eu poder acompanhar meu filho na terapia. Quando eu soube da palestra eu fiquei muito contente, porque normalmente nós somos discriminados e discriminam nossos filhos por conta do espectro autista. Quando eu descobri o diagnóstico dele eu precisei fazer terapia para assimilar tudo, mas fiquei muito feliz, porque sabia que Deus tinha mandado ele para nós, para realizar o nosso desejo de sermos pais. Essa palestra foi uma grande aula, muitas coisas que eu fazia de errado com meu filho não vou fazer mais, consegui entender ele melhor. (...) " Contou Farley, esposo de Ana Flávia.


A palestrante Zeiza trouxe um exercício prático sobre a vivência do autista no início de sua fala e abordou as principais características e níveis do espectro. O palestrante Hélio falou sobre as principais políticas públicas e leis que cercam esse cenário. O exercício citada esteve na fala de um dos pais presentes na palestra:


"Meu nome é Daniel, sou pai do João Pedro. O João Pedro está dentro do autismo nível um. Eu vim participar da palestra hoje realizada pela Asped, eu achei muito interessante as informações que foram passadas, eu como pai achei esclarecedor tudo realizado ali. Algo me chamou muito a atenção, além de todas as informações e esclarecimentos, a palestrante foi muito boa pra trazer as informações, mas ela fez uma atividade logo no começo que me chamou atenção. Nela nós fechamos nossos olhos e foi provocado alguns estímulos auditivos. Ali eu pude sentir um pouco, apenas um pouco do que as crianças autistas sentem e eu comecei a refletir sobre o meu filho. Todas as vezes que ele dava crise, que ele ficava nervoso, eu achava que era birra, e na verdade ele estava sofrendo. Então, eu achei realmente excelente a exposição, esclarecedora e me ajudou muito, tenho certeza que vai ajudar muitas outras pessoas também, porque eu com certeza quero ser uma pessoa multiplicadora de tudo que foi realizado ali, de todas as ideias que foram plantadas. Então, foi excelente, parabéns a todos, parabéns a quem estava presente, na realização, na execução, a palestrante, todos os envolvidos. Muito obrigado."


Daniel, sua esposa Bianca, e seus filhos, Geovana e João Pedro

A parceria da Asped com a ONG Zeiza Dojo se iniciou em uma ação no parque do Sabiá em 2022 na campanha do Janeiro Branco.


Esse evento foi um sucesso e alcançou o coração dos presentes. O intuito da parceria é fazer o projeto crescer e alcançar mais famílias, através de informações, atendimento especializado e muito mais. Abaixo você confere as fotos dos palestrantes do dia.




Seja você também parte dessa mudança!

Para mudarmos o mundo, devemos começar pelo nosso próprio mundo.


Participe das palestras oferecidas pela Asped, estude e busque se informar, com o conhecimento você conseguirá ajudar muitas pessoas. Mas, não pare por aí.


Seja um voluntário. Venha fazer parte da nossa família e ajude quem precisa com suas habilidades. Aqui na Asped oferecemos atendimentos psicológicos, psicopedagógicos, nutricional, oftalmológicos, aulas especializadas de ballet e jiu-jitsu e muito mais.


Precisamos de você para alcançar mais famílias e transformar mais vidas. Como você pode ajudar? Entre em contato e vamos te orientar.




Contato Asped


Rua Calil Abrão, 121 - Luizote de Freitas


Uberlândia-MG - 38414-256


E-mail: contato@asped.org


Tel: +55 (34) 3217-9696


Whatsapp: +55 (34) 98805-2440



Imagens: Asped


49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo