Mutirão Social, Recital Musical e Aprovação na Câmara são destaques da Semana

Atualizado: 11 de jan.

A segunda semana de dezembro de 2021 foi bem dinâmica com a participação da Asped em momentos importantes para a Instituição


Local onde foi realizado o Mutirão Social do Bem

No dia 11 de dezembro foram realizados dois eventos em que a Asped esteve envolvida, além da participação em uma sessão da Câmara Municipal de Uberlândia.


O Mutirão Social do Bem

O primeiro evento foi o Mutirão Social do Bem que aconteceu das 8h às 13h no Residencial Pequis. O evento contou com 165 voluntários e mais de 8 parcerias. O Mutirão atendeu cerca de 450 pessoas.

As parcerias que participaram do evento foram: Faculdade FATRA, Supere, Colégio Profissional, Unipac, Salão Isac Barber, Polícia Ambiental e Zoonoses.


Foram realizados atendimentos jurídicos, de massoterapia, aferição de pressão arterial, verificação de glicemia, estética facial, corte de cabelo/barba além de doações de roupas,calçados e pintura facial em crianças. Todos atendimentos foram gratuitos. Houve também exxposição de animais empalhados e peçonhentos.

Confira os momentos deste evento arrastando as fotos na galeria abaixo:



O Recital Musical

Neste mesmo sábado foi realizado o Recital Musical "Grand Finale" da Ludwig Educação Musical em parceria com a Asped no espaço da 8ª Igreja Presbiteriana, no horário de 19h.

Participaram alunos da escola com suas apresentações nos instrumentos: bateria, violão, violino,piano, guitarra, canto e orquestra.


Recital realizado em 11 de dezembro

Foi um total de 22 apresentações.

Victor, aluno de violino da Ludwig Educação Musical

"No início deste ano e do anterior, tivemos inúmeros obstáculos na Escola Ludwig, dentre os quais a pandemia da Covid-19, que tanto impactou a todos nós de diversas formas possíveis. Por isso, reunir todos os estudantes da Escola em meio a um cenário como esse, em que tantos como nós e outros, ainda estavam receosos do caminho que iríamos trilhar nesse ano, foi desafiador. Pela pouca experiência, não imaginei que alguns ensaios juntos ao som do meu instrumento, somado ao dos meus colegas e também eles próprios, pudesse causar tanto alívio sobre o caminho que eu tanto temia percorrer. Não apenas nos ensaios e em nossas apresentações internas pude perceber os impactos que a música exercia sobre nós, mas também em como as notas musicais, antes singulares, se tornaram um verdadeiro plural uníssimo àqueles que agora não estão mais entre nós. Ao pensar nisso, desenvolvi um poema em 2021, intitulado “Ouvir para Ver”, em que segue o seguinte trecho:


“[...] A música então se torna um novo chão, para todos aqueles que foram arrastados e enterrados juntos com os que se foram, mais ainda com os que ficaram.

As notas de quem ficou neste chão enterrado até a mão, não soa mais, nem canta, nem fala, nem ao menos a vibração de um único som.

Hoje não há um dia em que o vazio das notas não faça falta, nem que se grite em voz alta para que voltem, não voltam, nem descem de onde estão.

Resta ao povo a união pela lembrança dos que partem, que ficam não apenas no coração, mas também na memória, que é onde a canção vive junto à vibração de um novo dia, em que só se pode enxergar com os ouvidos.”


Dessa forma, disponho de minhas mais sinceras expectativas de que o recital de fim de ano “Grand Finale” não será, como não foi em vezes anteriores, apenas um palco repleto de estudantes em música com seus repertórios, mas sim um palco repleto de esperança, significado e música atribuída do que ela realmente é capaz: fazer as pessoas enxergarem com os ouvidos", comenta Víctor, bolsista aluno de violino.


Rodrigo Will, professor de canto

"Meu Nome é Rodrigo Will, desde fevereiro de 2020 venho desenvolvendo um trabalho na área do Canto, canto Coral e Teoria musical na escola. Trabalhando com Canto em uma pluralidade de formatos, como canto individual, canto coletivo, em duplas e em grupos. Visamos o desenvolvimento das habilidades para o canto, trabalhando inúmeros aspectos como: afinação, ritmo, dicção e articulação, extensão e técnica vocal, dinâmica, respiração, interpretação, divisão de vozes, timbragem, ajustes vocais e musculares, estética, relaxamento etc.

Ao longo do ano tive o prazer e a oportunidade de trabalhar com alunos de diversos níveis, de iniciantes que pisaram pela primeira vez em uma classe de canto a cantores experientes que já trabalham na noite, dentro de uma faixa etária entre 7 e 61anos. Com riquezas de repertorio e gêneros musicais variados como Gospel, sertanejo, pop, Mpb, rock etc.

Para cada aluno é desenvolvida uma estratégia e abordagem diferente no desenvolvimento das aulas. Cada aluno tem uma metodologia direcionada para as suas demandas e dificuldades vocais. Cada ser humano é único assim como a sua voz, não existe uma “receita de bolo” ou uma fórmula genérica de ensino, cada caso é um caso.

As aulas são embasadas em uma literatura respaldada em estudos da pedagogia vocal, assim como na anatomia e fisiologia da voz. Visando sempre uma boa saúde vocal, o máximo de desempenho com o mínimo de esforço.


Leites arrecadados no evento

Preparar os alunos para O Grand Finale, foi um processo gradual, trabalhoso e muito prazeroso. Ver alunos que chegaram em fevereiro com inúmeras dificuldades de afinação, de ritmo, de ajustes vocais inadequados, e com falhas na respiração, cantando hoje com mais autonomia, afinação, “evolução” de técnica e consciência corporal, é muito gratificante e emocionante, poder acompanhar o desenvolvimento e os processos vencidos a cada semana de estudo. Só tenho a agradecer pela oportunidade em participar do processo de ensino e aprendizagem no desenvolvimento vocal desses cantores, e pela confiança de cada aluno depositada na escola e em mim."


Com este evento foram arrecadados mais de 100 litros de leite integral que serão destinados para famílias em situação de vulnerabilidade social.


Quer assistir o Recital?



Asped é reconhecida como Utilidade Pública

no Município


Na quinta-feira, 9 de dezembro, aconteceu na sessão da Câmara Municipal de Uberlândia a aprovação do título de Utilidade Pública Municipal para a Asped. Com esse título a Asped ganha destaque no cenário social de Uberlândia.


A publicação sairá no Diário Oficial do Município ainda no mês de dezembro.


Fotos com os pastores Jorge, Daniel, assistente social Cáritas com vereadores no dia da aprovação na Câmara.




Deus tem abençoado abundantemente a Asped nesse ano de 2021. Se você ainda não conhece a ONG, visite o site www.asped.org e conheça todas as iniciativas. Pode ser um doador, voluntário ou parceiro. Venha ser Asped com a gente!



Contato Asped

Rua Calil Abrão, 121 - Luizote de Freitas

Uberlândia-MG - 38414-256

E-mail: contato@asped.org

Tel: +55 (34) 3217-9696

Whatsapp: +55 (34) 98805-2440


Imagens: Asped e Ludwig Educação Musical

77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo