5 passos para escolher uma ONG Social para ajudar

Atualizado: 15 de out. de 2021

Um caminho fácil para a corrupção são as ONGs Sociais que tem sido usadas para desvios ou lavagem de dinheiro. Entenda como escolher uma ONG confiável



Completa 10 anos um dos maiores escândalos envolvendo Organizações Não Governamentais (ONGs) no Brasil que derrubou o ministro do esporte da época, Orlando Silva no ano de 2011. Os repasses indevidos à instituições sociais acabam sendo camuflados como doações, que parcialmente são divididas entre ofertas financeiras à ONGs e ao bolso de corruptos, que podem ser políticos ou os próprios gestores das instituições.


O objetivo das ONGs são o de ajudar o Estado a suprir carências sociais que não são absorvidas pelas prefeituras por exemplo. Como um braço social, as instituições sociais se fortalecem com ajuda da iniciativa privada, de pessoas comuns e em vários casos por subsídios financeiros de órgãos municipais, estaduais e federais.


Nesse cenário de solidariedade, muita boa intenção pode se perder e virar atos de corrupção vestidos de bondade. E por fim algo tão nobre pode ser tornar um meio sujo e desonesto para desvio de dinheiro. Como selecionar instituições sérias que não se envolvem com atos ilícitos e que cumprem o seu papel solidário? Esse artigo te ajudará em 5 passos a encontrar ONGs Sociais que você pode depositar a sua confiança.


1º Passo: Defina a causa que quer se envolver


Antes de mais nada é importante saber com o que seu coração vibra. Ajudar simplesmente pelo fato de ajudar não vai gerar valor e nenhum propósito. Você irá apenas ser um assistencialista, que de fato não se importa. Fazer algo por obrigação ou pelo fato de achar que precisa cumprir um papel social na sociedade não deve ser a motivação de ninguém para ajudar. Sendo assim, a dica é: que público você sente interesse em ajudar? Todos? Crianças? Mulheres vítimas de violência? Dependentes químicos? Idosos? Meio ambiente? Que tipo de projeto você quer se envolver? Doações? Visitas? Palestras? Ensino? Profissionalização? Mutirão? Encontre sua causa e procure Ongs que promovam o bem-estar desse público.


2° Passo: História da ONG

ONGs precisam ter histórias. Mesmo que uma ONG seja nova, isso não quer dizer que não seja confiável. Por isso é necessário achar o início de tudo. Como essa instituição começou, com qual motivação, qual causa ela abraça, quantas pessoas já foram atendidas, se existe apoio de alguma outra ONG ou iniciativas conhecidas. Tudo isso ajudará você a conhecer melhor a instituição e saber se ela tem boa procedência. Um outro ponto a se observar na história é o DNA da instituição. Há ONGs que são fruto de um grupo de amigos, outras nascem de um propósito religioso em - amar o próximo, outras de mobilizações de atletas, mães, ativistas de alguma causa (ambiental, animal, infantil, etc) e algumas de interesses políticos. Descubra esse DNA e veja se a instituição tem um propósito sem interesses e invista mais nas que você entende que estão visando realmente o bem do próximo.


3º Passo: Visite a Instituição

Sites podem falar muito de uma ONG, mas nada substitui o calor humano. Ao encontrar a instituição que você se interessou, ligue, marque uma visita. Conheça o assistente social, tome um café e bata um papo. Certamente você sentirá se pode dar um próximo passo rumo ao seu envolvimento. Se a instituição abrir espaço, ofereça-se para acompanhar algum trabalho social para conhecer e sinta o clima do lugar. A experiência falará com certeza mais do que as palavras.


4º Passo: Veja se tem transparência em números e resultados

Uma ONG ativa normalmente tem muitas atividades que envolvem doações e mão-de-obra

voluntária. Se a ONG tem um site, verifique se ela tem relatório social publicado, se divulga números e se tem um Blog. Esses canais podem ajudar na divulgação de informações de prestação de contas. Caso a ONG não tenha, a única forma de ter acesso à essas informações é de fato procurando e informando seu interesse em conhecer o formato como a instituição divulga suas realizações. Um ONG séria não terá problema algum em abrir a informação para você.


5º Passo: Busque Provas Sociais

As provas sociais são os depoimentos de pessoas que participam da instituição como voluntários, doadores e beneficiados. A divulgação da opinião desses envolvidos é fundamental para comprovar que a ONG está realizando sua missão de forma que isso é reconhecido por todos. Os depoimentos podem ser divulgados em Blogs, Redes Sociais e por outros meios que a ONG definir. Informe-se e se não encontrar, precisará contar com “sorte” de achar alguém pelo seu caminho que já tenha sido atendido para poderem compartilhar a sua experiência. Ter provas de que pessoas são ajudadas é sem dúvida um dos passos mais significativos em sua busca por respostas.


O Encontro entre você e sua ONG

Quando dá química entre você e uma ONG, é hora de comemorar! Após uma longa jornada, você enfim encontrou a sua causa social e pode começar a vivê-la. Aproxime-se da instituição, torne-se um voluntário ou doador e comece a fazer parte da transformação de vida de alguém. E não se desiluda se as mudanças são pequenas e demoradas. O fato de dar o primeiro passo para mudar já é uma grande evolução na vida de uma pessoa. E acredite, você será mais abençoado que a própria pessoa. O fato de se doar é algo extraordinário na vida de uma pessoa e você pode evoluir a sua forma de pensar, agir e sentir com essa experiência.


A ASPED é uma instituição social que oficialmente está no mercado desde o ano de 2017, mas que atua com ações de suporte e apoio social há mais de 15 anos. São várias iniciativas que atendem diversos formatos de trabalho, que vão desde doações materiais até formação de estudantes e profissionais. Se você está com dúvida em que ONG investir o seu tempo e seu dinheiro, conheça a ASPED são mais de 100 famílias cadastradas e mais de 70 voluntários. São diversas realizações durante todos os meses e você também pode fazer parte desta grande família. Juntos somos melhores!




50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo